Saga completa 35 anos hoje

No dia 25 de maio de 1977 chegava às telonas:
Por JK Arna em 25/05/2012 - 14:13 - http://goo.gl/E1Y0S
Compartilhe Por Email
Saga completa 35 anos hoje No dia 25 de maio de 1977 chegava às telonas:

Há exatos 35 anos uma das trilhas mais conhecidas do cinema mundial tocava pela primeira vez nas salas de exibição dos Estados Unidos: “Star Wars”. No Brasil, “Guerra nas Estrelas”. O filme conta a luta entre a Aliança Rebelde e o Império Galático, liderado pelo vilão Darth Vader, com o intuito de recuperar o governo democrático da república.

A história se passa em diversos planetas e naves espaciais de uma galáxia fictícia onde a "força" é uma energia capaz de realizar diversas atividades.

O roteiro pronto tinha seis horas de duração. Diante da impossibilidade de transpor isso em um único filme, o roteirista George Lucas decidiu dividir o filme em três partes, que foram lançadas em anos diferentes e fora da ordem cronológica.

No dia 25 de maio de 1977 o primeiro filme da trilogia chegava às telonas: “Guerra nas Estrelas: uma nova esperança”. Com um fantástico avanço tecnológico para a época e efeitos especiais até então nunca antes vistos, o primeiro filme conta a luta do jovem Luke Skywalker, Guturo cavaleiro jedi, para salvar a princesa leia, que mais tarde descobrir-se-ia ser sua irmã gêmea, que foi capturada e é mantida refém pelo império de Darth Vader.

O requinte de efeitos especiais, principalmente nas cenas de batalha, surpreende espectadores e a crítica que, por não acreditar que esse tipo de história atrairia o público, dava como certo o fracasso de Star Wars. Esse pé atrás fez com que apenas 40 salas de cinema em todos os Estados Unidos aceitassem exibir a estréia do filme.

Essa desconfiança atingiu, inclusive, a equipe que participou das gravações feitas na Inglaterra.
Com frequência, os funcionários dos estúdios utilizados faziam piadas sobre o filme por terem certeza que a obra seria um desastre.

A ousada decisão do roteirista em escalar atores novos e pouco conhecidos para compor o elenco também assustava os estúdios de hollywood. Após o filme, alguns protagonistas se tornaram verdadeiras celebridades do cinema mundial, como é o caso do ator Harrison Ford, que então com 35 anos interpretou o papel do humano Han Solo. A bordo de sua veloz nave Millenium Falcon, ajuda a aliança rebelde a se defender do Império Galático. No fim, ele se casa com a princesa Leia, papel da atriz Carrie Fisher.

As filmagens também aconteceram na Tunísia, no meio do deserto do Saara. Lá o elenco humano teve que driblar o calor, que chegava a quarenta graus, e os robôs, como o R2-D2, pararam de funcionar diversas vezes por causa das tempestades de areia.

Mas o sucesso de Star Wars chegou com a mesma velocidade que suas naves especiais. Já na terceira semana em cartaz o filme alcançou o recorde de espectadores nas bilheterias americanas.

No Brasil, três milhões e meio de expectadores lotaram as salas de cinema para assistir ao sucesso norte-americano. O filme faturou, em todo o mundo, 797 bilhões de dólares e foi graças a essa arrecadação que o cineasta George Lucas conseguiu produzir os outros dois filmes da primeira trilogia: o “Império Contra-Ataca”, em 1980, e o “O Retorno de Jedi, em 1983, que aliás, foi mal traduzido no brasil. o correto seria “O Retorno do Jedi”.

A descrença inicial por parte da Twentieth Century Fox fez com que George Lucas conseguisse fechar um acordo onde ele é o único a ter direitos sobre o licenciamento de produtos com a marca Star Wars, incluindo bonecos, livros e jogos eletrônicos. O que rendeu a ele uma fortuna de nove bilhões de dólares. O dobro dos quatro bilhões e meio de dólares faturados pela Fox com a exibição dos seis longas metragens. Valor que torna Star Wars a terceira série cinematográfica mais lucrativa em todo o mundo, atrás apenas das sagas Harry Potter e James Bond.

O cuidado para que a trilha sonora fosse algo único e que se tornasse marcante por décadas fez os produtores encomendarem esse trabalho ao aclamado compositor e maestro John Williams, que regeu a Orquestra Sinfônica de Londres. E ao que tudo indica o objetivo foi cumprido.

 

Fonte: O GloboNews

Mais Notícias de Trilogia Clássica

Outras Notícias