Speeder Bikes de ROTJ

Como a cena de perseguição foi gravada
Por JK Arna em 30/04/2013 - 10:18 - http://goo.gl/T7HCr
Compartilhe Por Email
Speeder Bikes de ROTJ Como a cena de perseguição foi gravada

Do site gizmodo.com.br:

 

Este ano marca o 30º aniversário de O Retorno de Jedi, o filme cheio de Ewoks que marcou o fim da trilogia clássica de Star Wars. Este episódio contém uma das perseguições em alta velocidade mais fantásticas já vistas no cinema. Foi assim que esta perseguição que desafiou a vida foi feita.

Um dos grandes momentos de O Retorno de Jedi foi a perseguição entre os Rebeldes e o Império. Os Rebeldes precisavam distrair os Scout Troopers para desativar o escudo defletor. Isso permitiria à Aliança Rebelde penetrar na Estrela da Morte e derrotar o Império Galático.

Mas você já sabia disso.

Luke e Leia sobem nos speeders e correm pela floresta em altíssima velocidade. Existem vários quase acidentes e, obviamente, não havia maneira de gravar realisticamente ou com segurança naquela velocidade.

Isso porque a cena não estava nem próxima da realidade. A hipótese natural era de que a cena havia sido gravada com motocicletas e então as imagens foram aceleradas, mas há um problema com isso: motocicletas não são os veículos mais fáceis de se controlar no mundo. Os speeders flutuam no ar, o que significa que precisam ser bem mais suaves do que uma motocicleta jamais conseguiria.

A solução foi fantástica. As câmeras operaram em 3/4 de quadros por segundo enquanto os cameraman caminharam com steadicams. Parece que foi um trabalho de acabar com uma pessoa:

 

“Só mais 90 metros. Minha mão esquerda está completamente suada. Penas cansadas. O cérebro dói mais do que tudo. Eu me pergunto se a concentração intensiva pode causar algum efeito nocivo… olha para Bobby Fisher! Será que vale a pena? Desse jeito eu vou ser um analfabeto em uma semana e entrarei em estado vegetativo em duas.”

 

 

O cameraman Garret Brown não estava apenas vestindo a steadicam, ele também estava com dois giroscópios presos para estabilização extra, apesar de que uma quantidade de oscilação era necessária para fazer a cena ser semi-realista. Ele tambpem teve que se concentrar no alvo como um franco-atirador. Uma falha significaria uma cena arruinada e outra corrida pela floresta. A velocidade de 3/4, a caminhada de 900 metros dava cerca de 14 metros de imagens usáveis.

 

 

Brown estava cético em relação à ideia quando foi apresentado a ela. Mas em vez de dizer não, ele decidiu aceitar. O que resultou foi uma caminhada com equipamentos pesados por uma floresta, onde um pequeno erro faria com que tudo começasse de novo e de novo.

As imagens a velocidade de 3/4 foram aceleradas em 30 vezes para chegar ao padrão de 24 quadros por segundo. Isso também fez a velocidade chegar perto de 200km/h. Brown repetiu a caminhada para conseguir as imagens ideais. Filmar a velocidade baixa como essa também não permitiu que ele calculasse exposição, mas parece que os palpites que eles tinham estavam corretos e as correções na pós-produção fizeram a cena ficar ótima.

 

A agonia de caminhar através de uma floresta lentamente e fazer centenas de cortes para conseguir uma cena de três minutos valeram a pena? Mas é claro que sim.

 

 

Fonte: Gizmodo

Mais Notícias de Trilogia Clássica

Outras Notícias